Quinze anos da primeira agência de notícias de favelas do mundo

311

Quinze anos ANF

Há 15 anos, no dia 8 de janeiro de 2001, entrou no ar nosso primeiro site. Dias após, a Reuters, uma das mais respeitadas agência de notícias do mundo, publica: “Surge a primeira agência de notícias de favelas do mundo!”

De lá para cá foram muitas conquistas:

A criação de um portal com plataforma wordpress, com possibilidade de publicações de diversas pessoas, de qualquer lugar do mundo, que hoje conta com mais de 300 colaboradores em todo o país e em alguns países da América Latina.

A criação do REP – Ritmo E Poesia, coletivo que atua no Jacarezinho misturando a poesia da favela e do asfalto com microfone aberto.

A cobertura dos principais grandes eventos no Rio de Janeiro, incluindo as principais manifestações.

A cobertura, através dos moradores das favelas, de situações diversas, desde a falta de água e luz até iniciativas importantes para o desenvolvimento local.

Criação do jornal A Voz da Favela, com circulação mensal de 50 mil exemplares, que não está circulando por falta de patrocínio!

Medalha Tiradentes, maior título honorífico do Estado do Rio de Janeiro.

Menções honrosas para a Agência de Notícias das Favelas e para o jornal A Voz da Favela, concedida pela Câmara de Vereadores.

Publicação do Guia das Favelas, um anuário com informações turísticas e culturais das favelas do Rio de Janeiro.

Publicação do livro “Perseguindo um sonho – A história de fundação da primeira agência de notícias de favelas do mundo”.

Publicação do Manual de Redação e Estilo da ANF, nos colocando na posição da primeira organização de mídia alternativa do mundo a ter essa preocupação.

Título de Utilidade Pública Municipal

Prêmio Mídia Livre, do Ministério de Cultura

Não foi nada fácil chegar até aqui e só conseguimos por conta de muitos colaboradores que estão apostando e caminhando conosco. Hoje, às 22hs, estaremos comemorando essa caminhada no Circo Voador, no evento Eu Amo Baile Funk. Também estaremos apresentando nosso filme institucional e uma campanha de crowdfunding de uma plataforma chamada Recorrente, que permite que o colaborador se comprometa com uma manutenção mensal para a organização. Até lá!