Tirem a UPP também daqui

387
Créditos: Reprodução Internet

Os reflexos de tantos desmandos do governos têm resultados: o caos que as favelas se encontram hoje. Diante de tudo que foi proposto e até se chegou a ser feito, chegamos a acreditar que iríamos avançar depois de tantos anos de atraso em todos os aspectos. Mas, no fim, era tudo mentira.

Colocaram e tiraram doce das nossas bocas. Posso citar alguns. Biblioteca Parque? Tiraram. Clínica da Família? Tiraram. Teleférico? Tiraram. Investimentos importantes para a infraestrutura da favela? Tiraram. Correio, bancos, agência INSS? Tiraram.

Tudo aquilo que beneficiava os moradores acabou aqui. Tudo nos foi roubado.
Agora, curiosamente aquilo que assola e nos deixa em pânico ficou e não está serve para nada. Eu me refiro às bases da UPP e esse modelo cruel de repreensão que hoje está aqui apenas para sustentar o imaginário de uma política de segurança que faliu logo na primeira canetada, já que o dinheiro gasto em toda essa aparelhagem foi uma forma de maquiar e superfaturar os milhões com que Cabral e sua trupe se deleitaram.

Por que só a UPP ficou, mesmo sendo ineficaz e sem um objetivo claro? O que podemos entender desse recado daqueles que nos governam? É simplesmente uma forma de nos manter amordaçados e implantar o medo em nós, porque combater e reprimir o tráfico não vemos acontecer aqui.

Não há verba para a cultura, saúde e muito menos educação, mas para construir mais bases e adquirir armas e munições o investimento é infinito. Para manter o pânico e trazer o medo, o governo não mede esforços. Mas cadê esse mesmo empenho para colocar o Teleférico para funcionar, por exemplo? Não vejo.

O Alemão sofre por vontade da classe política que insiste em achar que, através das armas e dos confrontos diários, algo vai mudar. Não é verdade. Cadê o cuidado com as pessoas? So temos aqui crianças sem direito de ir à escola e jovens cada dia mais sem esperança. Os sonhos deles estão sendo roubados por bandidos engravatados que empurram os para as fileiras do crime sem dó e sem piedade.

Com tudo que foi gasto e depois de tantos confrontos, nada mudou. Muito pelo contrário, as coisas só pioram a cada dia e, como baratas tontas, os senhores das armas enxugam gelo no sol escaldante de 40 graus. Chega de só empurrarem para cá a Polícia. Já que nos tiraram coisas tão importantes, podem tirar também a Polícia daqui, ou então voltem com tudo que nos roubaram e que um dia nos fizeram acreditar que seria possivel de transformar.