Projeto oferece formação para empreendedores de favela

548
Referência em afroempreendedorismo, Monique Evelle é uma das mentoras da iniciativa (Créditos: Divulgação)

O projeto de mídia e tecnologia GatoMÍDIA e o espaço de trabalho coletivo Casa Brota – Coworking de Favela, ambos do Complexo do Alemão, recebem inscrições para a imersão “Bateu uma Onda Forte – Criatividade para empreender”. Jovens negros, moradores de favelas do Rio de Janeiro e Baixada Fluminense, com idades entre 14 a 29 anos, podem se candidatar a uma vaga pela internet até amanhã, 19.

A ação pretende potencializar a criatividade de empreendedores de favela. Nos dias 26, 27 e 28 de maio, dez jovens selecionados passam três dias dentro da Casa Brota com um time de mentores composto pela produtora cultural e coordenadora do QuebradaMaps Jéssica Cerqueira, o ator e palhaço Marcelo Magano, o publicitário Pedro Cruz e jornalista e idealizadora do GatoMÍDIA Thamyra Thâmara. A criadora da organização Desabafo Social Monique Evelle também participa da incubação.

Além de moradores de favela ou de bairros das periferias do Rio, com idades entre 14 e 29 anos, a mentoria prioriza jovens negros. Quatro vagas também estão reservadas para jovens do Complexo do Alemão. Podem participar pessoas com e sem experiência no desenvolvimento de projetos. Todos os aprovados vão receber bolsa-auxílio. “O jovem precisa demonstrar bastante interesse em participar da imersão e que pretende colocar em prática tudo que aprender nesses três dias”, explica Thamyra Tâmara.

Os selecionados passam a compor a rede GATOmídia após a imersão.