Prefeitura mapeia imóveis desocupados do Centro

Ação faz parte do programa Centro para Todos e deverá levantar dados de 4.700 endereços em três meses

471

O projeto Centro para Todos, parceria da Prefeitura do Rio com a Bloomberg Associates, já mapeia, desde o final de novembro, os imóveis vazios da região do Centro Histórico da cidade. Coordenadas pelo Instituto Rio Patrimônio da Humanidade (IRPH), três equipes coletam dados de espaços sem uso na região central do Rio. A expectativa é que, ao longo dos próximos três meses, sejam levantados 4.700 endereços.

A equipe técnica trabalha nas nove áreas do programa Centro para Todos. No primeiro mês, serão levantados os chamados vazios urbanos da região da Praça Tiradentes, do Centro Financeiro e da Praça XV. Nos dois próximos meses, serão coletados os dados das seis áreas restantes: Cinelândia, Lapa, Cruz Vermelha, Saara, Castelo e Campo de Santana. “Mapear os vazios urbanos facilitará a expansão de negócios, moradia e turismo da região”, explica o presidente do Instituto Rio Patrimônio Histórico Washington Fajardo.

O estudo quer abordar a problemática dos vazios urbanos e títulos de propriedade. O projeto conta com o apoio da Procuradoria Geral do Município e do Instituto Pereira Passos.