Ocupa MinC RJ é invadido pela PF; manifestantes fazem vigília

228

No início da manhã desta segunda-feira, a Polícia Federal desocupou o Palácio Capanema, que há 70 dias era foco de resistência na sede carioca do Ocupa MinC. A ocupação cultural que desde 16 de maio fazia oposição ao governo interino de Michel Temer foi alvo de ação para cumprimento de mandato de reintegração de posse concedido pela Justiça.

Os ocupantes acusam os policiais de terem aigo com truculência e que até chegaram a dar um prazo de apenas meia hora para a retirada de todos os pertences. Ao longo do dia, operários trabalharam para construir tapumes de metal para impedir o retorno dos manifestantes ao pilotis do palácio, que recebeu mais de mil atrações culturais durante a ocupação e prezou pela conservação do espaço. Agora à noite, um grupo faz uma vigília nos jardins do prédio.

 

 

Na última sexta-feira, a Agência de Notícias das Favelas participou da noite A Cultura da Favela na Ocupa, que celebrou a produção artística das comunidades com um debate, show do MC Galo e a festa Black Santa.

Leia o relato do produtor cultural Julio Barroso, um dos articuladores do Ocupa MinC RJ, em artigo exclusivo sobre a desocupação para a Agência de Notícias das Favelas

Acompanhe em tempo real a cobertura da desocupação e a resistência dos manifestantes na página da ANF no Facebook