O que não está acontecendo?

512
Créditos: Marcus Galiña / ANF

Está sendo inútil escrever sobre os mesmos assuntos. Vamos refrear os teclados e perceber a inação do corpo.

Estamos agindo no automático, como uma máquina perturbada: hiperativa e sem produto. Corpos adormecidos e dedos frenéticos. Nosso cérebro fumaça e vaporiza; nossos músculos dormem. Overdose de opinião e déficit de ação: eis um resumo do brasileiro angustiado com o país pós-golpe.

Pelo que estou entendendo, não foi impeachment nem golpe. O que esteve em curso segundo o Mágico de Oz (Gran Mídia) foi a modernização do arranjo democrático, assim como estão modernizando as leis trabalhistas… A democracia é verbal, é arte interativa dos sujeitos via palavras. Mas a democracia em risco clama por forças não verbais.

Os nomes todos já foram ditos e repetidos exaustivamente. Os fatos foram filmados, fotografados, gravados, difundidos. As palavras já deram tudo de si e já não há mais surpresas nos enunciados. Mas a Torre da Opressão não para de subir, tijolo a tijolo, argamassa de sangue, dor e suor alheio, enquanto a cidadãos postam, e postam, e postam.

Há um imenso desafio, um dragão na praça principal, e nós, em vez de flechá-lo, atacá-lo, avançar sobre ele com lanças, pás e pedras para defender a vila e nossas vidas, estamos agindo como papagaios orgulhosos repetindo-nos uns aos outros enquanto as chamas do monstro queimam as penas de nossas asas.

Portanto, a pergunta que não quer calar é: o que não está acontecendo?

 

Compartilhar
Artigo anteriorONG abre inscrições para cursos gratuitos de programação
Próximo artigo0800: cultura nordestina ocupa Lona de Anchieta
Dramaturgo, diretor teatral, ator, educador e ativista cultural. Escreveu e dirigiu o espetáculo "Mundo Grampeado - Uma ópera tecno-tosca" entre outras produções da Cia Monte de Gente, fundada em 2006. Participa ativamente do movimento Reage Artista e foi um dos articuladores do Ocupa Lapa. É também idealizador do Facedrama, ferramenta de dramaturgia coletiva online. É autor das peças "Entregue seu coração no Recuo da Bateria", "Um de Nós - A Saga quase olímpica de um judoca iraniano" e do musical infantil "Aninha contra o Feiticeiro de Lixoxxx"