Moradores de rua participam de campeonato internacional de futebol

474
Créditos: Reprodução Internet

Por Eduardo Fausto

De 29 de agosto a 25 de setembro, sem-tetos de todo o mundo participam da Homeless World Cup (HWC), a copa do mundo dos moradores de rua. Mais de 500 jogadores de 50 países vão estar presentes na competição, que acontece em Oslo, na Noruega.

Criada em 2003, a Homeless World Cup é um projeto mundial que realiza torneios anuais. Países como Áustria, Suécia, Escócia, África do Sul, Dinamarca, Austrália e Itália já sediaram os campeonatos. Os times são formados por sem-tetos, refugiados de guerra, moradores de favelas e de áreas socialmente vulneráveis, que se unem a ONGs para formar seleções de futebol social. Muitos deles são associados à International Network of Streetpapers (Rede Internacional de Publicações de Rua) e trabalham com a venda e distribuição de jornais. O time do Brasil já levou o caneco da Homeless World Cup duas vezes, e o Rio de Janeiro sediou a edição de 2010.

A Fundação da Copa do Mundo dos Sem-Teto apoia uma rede de 74 projetos. “Esta é uma oportunidade para as pessoas em situação de rua saírem das margens invisíveis do centro do Rio e ficarem orgulhosas em um nível global, sendo verdadeiros embaixadores para seus países e mudando suas vidas”, afirma o fundador e presidente da Homeless World Cup, Mel Young.

 

Regras diferenciadas

Para que o jogo se aproxime da realidade das famosas peladas, as regras foram adaptadas. A quadra de jogo tem 22m x 16m, sendo toda cercada com tapumes de 1,10m de altura. O gol tem 4m de comprimento e 1,30m de altura. Cada um dos dois tempos da partida dura sete minutos e os times são formados por três jogadores de linha e um goleiro, com substituições livres.