Institucional

QUEM SOMOS

A ANF – Agência de Notícias das Favelas foi criada para atender a demanda da imprensa e da sociedade que precisavam obter informações sobre que acontecia no contexto das favelas do Rio de Janeiro. Fundada pelo jornalista André Fernandes, em janeiro de 2001, foi logo reconhecida pela Reuters como a primeira agência de notícias de favelas do mundo. Em 2005, a ANF foi instituída como uma ONG para levar adiante a luta pela democratização da informação da favela para o mundo, tendo como protagonistas seus próprios moradores.

MISSÃO

Nossa missão é estimular a integração e a troca de informações entre as favelas, com a finalidade de melhorar, por meio de formação de uma grande rede de colaboradores, a qualidade de vida do povo.

AÇÕES

A ANF dispõe de um site, mídias sociais e do jornal “A Voz da Favela”, maior impresso das favelas do país, com uma tiragem de cinquenta mil exemplares mensais, circulando também nas regiões do Rio de Janeiro, da Baixada Fluminense e Região Serrana.

Atualmente, o site conta com uma rede de aproximadamente 300 colaboradores. Quem quiser contribuir com textos e informações relevantes, precisa apenas entrar no site
(www.anf.org.br) e solicitar participação.

O “Minidoor Social” é um serviço prestado pela Agência de Notícias das Favelas em parceria com a ANF Produções, que consiste em inserir publicidade com temas referentes à cidadania nas favelas. É importante ressaltar que todos os envolvidos neste projeto em cada território são remunerados, o que ajuda a gerar e distribuir renda nessas localidades. No final da campanha, o material utilizado é encaminhado para reciclagem dentro de uma favela. Além disso, a Agência de Notícias das Favelas é beneficiada financeiramente, tendo, assim, a possibilidade de manter sua estrutura e expandir sua atuação. No ano de 2012 a ANF realizou o projeto “Ritmo e Poesia – REP”, com patrocínio da Secretaria de Cultura, na favela do Jacarezinho, zona norte do Rio de Janeiro. O projeto consiste em encontros musicais com microfone aberto em prol da expressão cultural da população local. O REP é a mistura das linguagens artísticas da favela com a arte do asfalto em um movimento criador e socialmente engajado. Nossa organização decidiu ampliar esse projeto para dez favelas e está captando recursos através da Lei de Incentivo à Cultura – ISS.

Em 2013, um antigo sonho de nosso fundador foi realizado, o “Guia das Favelas”. A publicação reúne informações culturais e turísticas sobre as favelas do Rio de Janeiro, visando estimular o fluxo turístico e fomentar a economia local.

Em 2014 foi lançado o livro Perseguindo um sonho – A história da fundação da primeira agência de notícias de favelas do mundo, escrito por André Fernandes, fundador da nossa organização. O livro foi lançado no Rio de Janeiro e Brasília, Curitiba e Lisboa. Foi traduzido impresso em italiano e está em processo de tradução para o espanhol e alemão. Ainda nesse ano, recebemos a Medalha Tiradentes, a mais alta honraria do estado.

No início de 2015 começamos as filmagens do documentário “Eu só quero é ser feliz – Uma breve história do Funk Carioca, que está sendo feito através do edital do Funk da Secretária de Cultura do Estado do Rio de Janeiro. O lançamento está previsto para esse ano ainda.

Por nossos serviços prestados, conquistamos o título de utilidade pública no município do Rio de Janeiro. Lançamos também, em setembro desse ano, o Manual de Redação e Estilo da organização.

Em 2016 conquistamos mais um título de Utilidade Pública, dessa vez pelo Estado do Rio de Janeiro. Também iniciamos o primeiro curso da RACC – Rede de Agentes Comunitários de Comunicação, com patrocínio do Ministério da Cultura e apoio da Faculdade Hélio Alonso.

EXPEDIENTE

Fundador
André Fernandes

Conselho diretor 
André Fernandes, Marcos Barreira e Sérgio Pugliese

Secretária Executiva 
Elaine Locan

Secretária Institucional
Verônica Oliveira

Secretária Administrativa
Karine Ferreira

Conselho Fiscal
Roosevelt Oliveira, Marcelo Guedes, Flávio Minervino

Suplentes do conselho fiscal 
Carlos Alberto, Rafael Huguenin

Edição e revisão de textos
Julianne Gouveia

Assistente Editorial
Nyl de Sousa

Webmaster
Bruno Bastos