Filme sobre história do funk é selecionado para o Visões Periféricas

391
O diretor André Fernandes (esquerda) entrevista o DJ Marlboro (Créditos: Divulgação)

O documentário Eu só quero é ser feliz – uma breve história do funk, dirigido pelo diretor e fundador da Agência de Notícias das Favelas André Fernandes, acaba de ser selecionado para o Festival Visões Periféricas 2017, que acontece de 28 de novembro a 03 de dezembro. O filme de 26 minutos vai fazer parte da Mostra Fronteiras Imaginárias. 38 filmes estão na programação deste ano.

Os MCs Galo, Geleia, Leonardo, Amaro e Cidinho e Doca, além de Rômulo Costa, DJ Malboro, GrandMaster Rafael, Reginaldo da CurtiSom Rio e Adriana Facina são alguns dos entrevistados que ajudam a contar a história dos primeiros anos do gênero. Nos período, o funk carioca e os chamados bailes de corredor, conhecidos pela violência através da grande mídia, saíram dos clubes do subúrbio e subiram os morros e favelas da cidade. A formação de duplas fomentou uma cena que hoje é a cara do Rio.

Eu só quero é ser feliz – uma breve história do funk foi lançado no Cinecarioca Nova Brasília no fim do ano passado e exibido na abertura do I Encontro Latino-americano de Comunicação Comunitária. Além da direção de André Fernandes, o filme tem roteiro assinado por Marcos Barreira, e foi produzido em parceria com a ANF Produções, Approach Comunicação e AND Produções com recursos do Edital do Funk da Secretaria de Estado de Cultura.