Festival de teatro traz peça sobre genocídio do povo negro

Pela de teatro fala sobre genocídio dos povo das favelas e homenageia jovens de Costa Barros e menino Eduardo

1103

A Cia. de Sal faz única apresentação no Rio de “Macacos”, monólogo sobre racismo e genocídio negro. A peça faz parte do 20º Festival de Teatro do Rio e será apresentada em 02 de dezembro na Sala Baden Powell. A entrada é gratuita.

A montagem traz 15 histórias de pessoas pobres e periféricas mortas pelas mãos da polícia militar no Brasil. Os casos relatados são sempre relacionados exclusivamente às vidas perdidas no Estado onde ocorre a apresentação. Protagonizado pelo ator Clayton Nascimento, “Macacos” já ganhou em 2016 prêmios no XIV FESQ – Cabo Frio 2016 e no IX Festival Niterói em Cena. O espetáculo vai contar nesta versão carioca sobre o caso dos cinco jovens fuzilados pela PM há exatamente um ano em Costa Barros. Também é aguardada uma homenagem o caso do menino Eduardo de Jesus, de 10 anos, morto na porta de casa com um tiro na cabeça, em abril de 2015, por policiais militares no Complexo do Alemão.

“Macacos” deve passar pelo Amazonas e Piauí em 2017.

 

Serviço:
Espetáculo “Macacos”
Data: 02 de dezembro, às 19h
Endereço: Sala Baden Powell (Avenida Nossa Senhora de Copacabana, 360, Copacabana)
Entrada franca.
Compartilhar
Artigo anteriorPEC 55 é aprovada no Senado em primeira votação
Próximo artigoTamborzão é cultura
Estudante de Ciências Sociais da UFRJ, editora do Coletivo Mariachi, Militante da Favela de Acari - RJ, colaboradora da Agência de Notícias da Favela, escritora, poetisa, mas acima de tudo sonhadora em potencial.