Ato relembra chacina de Costa Barros

548

Está programado para esta segunda-feira (28) um ato em homenagem às cinco vítimas da chacina de Costa Barros, ocorrida em novembro de 2015. A ação acontece em frente ao Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, no Centro, a partir das 11h, e relembra um dos mais bárbaros crimes cometidos por policiais militares na cidade.

Há exatamente um ano, cinco jovens moradores do bairros foram brutalmente assassinados por policiais quando voltavam para casa após passarem o domingo no Parque de Madureira. 111 tiros foram disparados contra o carro onde estavam os amigos Carlos Eduardo da Silva Souza, Domingos Junior, Roberto de Souza, Wesley Castro e Wilton Esteves. Eles tinham entre 16 e 30 anos de idade.

Os quatro policiais envolvidos no caso, Antonio Carlos Gonçalves Filho, Thiago Resende Viana Barbosa, Marcio Darcy Alves dos Santos e Fabio Pizza Oliveira da Silva, são lotados no 41ºBPM, o batalhão que mais registra mortes no Rio de Janeiro. Eles alegam ter confundido o automóvel durante uma perseguição policial por roubo de carga, mas, após o fuzilamento, alteraram a cena do crime para tentar incriminar os jovens. Os PMs respondem por homicídio qualificado e fraude processual e aguardam julgamento em regime fechado.

Jozelita de Souza, mãe de uma das vítimas, faleceu oito meses após a tragédia. Familiares afirmam que ela sofria de depressão severa após a morte do filho Roberto, que tinha apenas 16 anos quando foi morto.