Artistas da Baixada Fluminense ocupam Palácio Capanema neste domingo

248

“Ocupar é um direito e é preciso”. Com essas palavras, o fundador da produtora Barraco Marginal Hanier Ferrer resume o espírito do BXD Ocupa Minc RJ, movimento de ocupação de artistas da Baixada Fluminense no Palácio Capanema que acontece neste domingo (10). A programação se inicia a partir das 10h na sede do Ministério de Cultura no Rio de Janeiro e conta com a participação de diversas frentes de cultura da região.

 

13442336_589511557920792_318205074209547894_n
Evento faz parte de uma agenda de ocupações. Foto: Acervo Ocupa MinC RJ

Com atrações culturais de diferentes segmentos e localidades da Baixada Fluminense, o BXD Ocupa Minc RJ traz oficinas de contação de história, maracatu e zines na parte da manhã. A programação da tarde fica por conta dos cineclubes, símbolos de resistência cultural com grande força na região, que exibem curtas e longas metragens independentes produzidos por realizadores locais. À noite, a música toma conta do Palácio Capanema com bandas de rock, reggae, rap e MPB, além de uma perfomance do grupo LGBT Baphos Periféricos. O movimento Afrofunk Rio também participa das atividades com oficinas de dança. Os interessados em participar devem se inscrever através do e-mail luahpinheiro@gmail.com.

“Historicamente, a Baixada tem seus direitos negados e sua visibilidade potente negada, apesar de produzir diversos nomes de peso para o campo Cultural na capital carioca, no país e no mundo”, explica Luana Pinheiro, que comanda a produtora Ryzoma – Inquietações Culturais e é uma das organizadoras do evento ao lado de Ferrer e outros agitadores culturais. “Muito do porquê estarmos aqui vem também de mostrar, dar visibilidade para uma gama de artistas que circulam dentro do território”, complementa.

Para os participantes, ser escalado para um grande evento como este é fundamental para a difusão da cultura local. “Pisar no Capanema para representar a Baixada Fluminense é um orgulho e uma grande responsabilidade. Queremos os olhares e recursos também para a Baixada, tão culturalmente rica quanto esquecida pelo poder público”, opina a vocalista da banda Gente Iolly Amancio, uma das atrações da noite. “Acreditamos que uma democracia legítima se ergue com a força e a voz de todos. Sabemos bem o valor de tudo isso, queremos o que é nosso”, finaliza Iolly.

O BxD Ocupa MinC faz parte de uma agenda de ocupações culturais ao Palácio, iniciada em abril e com programação ininterrupta, pelo menos, até o dia 17 de julho.  Maiores informações na página do evento no Facebook.